quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Mais do mesmo

Dois brindes e um erro escandaloso deram a vitória aos grandes amigos desta direcção, ou seja, ao Benfica!

Os encarnados alcançaram este resultado fruto de dois erros de dois miseráveis jogadores do Vitória. Logo a abrir o encontro, Wênio perde uma bola a meio campo, que num um miúdo das escolhinhas perdia, permitindo que o Benfica crie perigo para a baliza branca. Valeu Nilson a adiar o golo.

Mas não valeu de muito a aplicação do guardião vitoriano. Na sequência desse mesmo canto a defensiva do Vitória ficou, uma vez mais, a dormir vendo Katsouranis cabecear sem qualquer oposição. A exemplo do jogo de Vila do Conde, onde concedeu dois golos ao adversário. Não viu isto Sr.Cajuda, será que já tentou explicar aos seus atletas que quando o adversário beneficia de um lance de bola parada, junto da área vitoriana, os seus jogadores têm de defender e não ficarem a ver a composição das bancadas?

À imagem dos dois anteriores jogos contra os encarnados, a equipa forasteira colocava-se em vantagem sem que tivesse feito nada para o justificar. Enfim mais do mesmo...faz parte da tradição.

Mas já a fechar a partida eis que entra em cena, aquele que em tempos era um fraco médio defensivo, mas que hoje em dia vai mostrando ser ainda pior com defesa central: Moreno. Mais uma oferta que o Benfica aproveitou da melhor forma para ampliar a vantagem. Só alguns iluminados é que ainda conseguem descortinar uma restia de qualidade neste jogador.

Por fim o erro escandaloso! Uma vez mais, também já é tradição, o Sr.Olegário fez vista grossa a uma penalidade que iria favorecer o Vitória. Com o marcador ainda em 0-1, Maxi empurra descaradamente o EGOÍSTA Marquinho. O Sr. do apito mesmo em cima do lance decidiu nada assinalar. Palhaçada dizem os sócios, já a direcção opta pelo silêncio. Talvez gostem que lhes comam na cabeça...

Talvez este jogo estivesse também ele incluído no protocolo, aquele que tem trazido enormes benefícios ao nosso clube...

Sem comentários: