domingo, 4 de janeiro de 2009

Rio Ave 2-4 Vitória


Entrada com o pé direito no ano de 2009 pelo Vitória e por Luís Filipe!

Para este desafio, Manuel Cajuda foi uma vez mais obrigado a alterar o onze titular. Saiu Nuno Assis (constipado) e entrou para o seu lugar o menino bonito do técnico Fajardo.

Numa partida que até começou mal, com o golo do Rio Ave logo aos 9' minutos, em mais um erro da defensiva branca. Depois de um pontapé de canto a favorecer o Rio Ave, a defesa vitoriana ficou a dormir, permitindo que a bola sobrasse para Gaspar inaugurar o marcador.

Mas, e pela primeira vez esta época, o golo consentido teve o condão de despertar os jogadores vitorianos. E assim sendo, a vantagem vila condense durou apenas 5 minutos. Também na sequência de um pontapé de canto, o central Gregory ganhou nas alturas o lance, recolocando a igualdade no marcador.

Daqui por diante, o Vitória foi mais dominador apostando tudo em fazer o segundo golo. este acabaria por surgir num lance bem ganho pelo francês Desmarrets junto à linha de fundo. Desmarrets ganha a bola a um defesa verde e branca, tirando depois um cruzamento ao primeiro poste, onde livre de marcação apareceu oportunamente o extremo Luis Filipe. Este lance é daqueles que se exige a um ala como é o caso do francês, que no Estádio dos Arcos voltou às boas exibições.

Quando os muitos vitorianos presentes em Vila do Conde, já pensavam sair na frente do marcador ao intervalo, eis que surge novo balde de água fria. A exemplo do primeiro golo do Rio Ave, a defesa vitoriana volta a ficar muito mal na fotografia ao não ser lesta a tirar a bola da sua área, permitindo que Bruno Mendes rematasse sem oposição para a baliza defendida por Nilson. Terminava então o primeiro tempo, depois de 4 minuots (!!!) de compensação, com uma igualdade no marcador.

No segundo tempo, o Vitória entrou ainda mais detertminado e logo aos 61 minutos voltou a colocar-se em vantagem. Desta vez, os papeis inverteram-se. Foi Luis Filipe a ter uma arrancada pelo lado direito, executando um passe milimétrico, que rasgou toda a defesa adversária, "obrigando" Desmarrets a encostar. E lá estava o Vitória de nova na frente.

Mas não se ficaram por aqui os homens de Manuel Cajuda. Nove minutos volvidos, foi a vez de Robertofazer o gosto ao pé, ou melhor, à cabeça. Novamente, Luis Filipe no lance, com novo cruzamento com conta, peso e medida para a cabeça do brasileiro.

A terminar, o Vitória dispôs ainda de mais duas escandalosas oportunidades de golo. Em dois contra ataques perfeitos, provocando o 3 para 1, Marquinho conseguiu estragar tudo com o seu extremo egoísmo.

NOTAS POSITIVAS:
  • Desmarrets - Neste jogo pareceu já ser o mesmo jogador que encantou os relvados portugueses na época passada. Com um golo e uma assistência esteve em muito bom nível.
  • Luis Filipe - Homem do jogo, mas que grande exibição fez aquele que para muitos sócios é um dos patinhos feios deste plantel. Esteve em três golos dos quatro que o Vitória apontou (duas assistências e um golo). Merecia ter saído para os aplausos dos sócios.
NOTAS NEGATIVAS:
  • Lionn - Este jovem tem muito que aprender. Fisicamente é impressionante, chega-se ao final do encontro com a sensação de que este ainda está no seu inicío, tal é a sua condição física. Mas em termos tácticos é muito inferior a Andrezinho. Não foram poucas as vezes em que nas transicções ataque defesa, lá estava ele enconsta aos centrais, dando inumeros espaços ao ala esquerdo adversário. precisa de corrigir isto urgentemen, enquando não o fizer não se percebe esta insistência de Manuel Cajuda (será mesmo só Manuel Cajuda a insistir em Lionn...).
  • Defesa - Dois golos consentidos poderiam ter sido fatais para as ambições vitorianos. Nencessita de ser mais agressiva (não significa violenta) a atacar os lances.
  • Marquinho - Rídiculo, este elemento conseguiu em duas ocasiões flagrantes de golo estragar as duas com o seu egoísmo. Com atitudes desta não pode jogador no Vitória. Talvez o futebol da terceira divisão brasileia de onde veio, se enquandre mais nas sua capacidades. Este brasileiro não pode ter estes rasgos, não é nunhum Cristiano Ronaldo, muito menos um Messi. É apenas Marquinho, alguém que tem muito a provar!
Foto: Site Oficial do Vitória

Sem comentários: